Governador do Piauí reforça apoio a Haddad, caso Lula seja impedido

0

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), irá receber o ex-ministro Fernando Haddad (PT) em Teresina naquilo que promete ser a primeira incursão do provável “Plano B” na eleição presidencial pelo Nordeste. Haddad vai marcar presença no lançamento da candidatura de Dias à reeleição no Estado. O governador afirmou que Haddad “tem todas as condições de ir para o segundo turno”.

Dias afirmou: “Jacques Wagner e eu éramos opções. Mas o próprio presidente Lula quis que eu permanecesse como candidato ao governo. O Wagner tinha uma situação na Bahia, e a opção dele foi de disputar o Senado para ajudar a chapa [do governador Rui Costa (PT)]”.

Sobre Haddad, o governador do Piauí, disse: “pode haver a preferência por um ou outro candidato, mas, na média, Haddad tem a vantagem de ter o Lula no Nordeste e Norte e de ser do Sudeste, região de elevada densidade eleitoral e de onde vem o seu principal concorrente, Geraldo Alckmin.”

Dias prosseguiu: “é natural que Alckmin queira lá frente o apoio do Bolsonaro, assim como é natural que Ciro ou Haddad estejam no mesmo campo no segundo turno. Qualquer um que for ao segundo, o compromisso é estar junto”.

“Se Lula estivesse em outra situação, teríamos uma frente bem mais ampla”, reiterou Dias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.