FALCATRUA GRANDE? Filha de Serra usa passaporte italiano para abrir contas em paraísos fiscais

Verônica Serra, filha do senador José Serra (PSDB-SP), primeiro chanceler do governo golpista e autor do projeto de entrega do pré-sal, usou um passaporte italiano para abrir as contas em paraísos fiscais, como a da Suíça, em que foi usada para receber cerca de 400 mil euros da Alstom, o equivalente hoje a R$ 1,78 milhão.

Reportagem de Fabio Serapião, Luiz Vassallo e Fausto Macedo, no Estado de S.Paulo, noticia que “autoridades do país europeu enviaram papéis que mostram pelo menos dois pagamentos da Circle Technical, de Amaro Ramos, a Verônica Serra, no montante de 400 mil euros, entre dezembro de 2006 e fevereiro de 2007”. A imagem do passaporte foi publicada na matéria.

- Publicidade -

Em acordo de delação premiada, o ex-presidente da Odebrecht Pedro Novis declarou ter repassado R$ 4,5 milhões ao senador, entre 2006 e 2007, por meio de “uma conta bancária no exterior fornecida por José Amaro Ramos”.

O senador se manifestou por meio de sua assessoria e rejeitou “a possibilidade de haver qualquer ilegalidade envolvendo o nome de sua filha”. Serra reafirmou ainda que “jamais recebeu nenhum tipo de vantagem indevida ao longo de sua extensa carreira política construída sempre em prol do Brasil e dos brasileiros”.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.