SÓ O QUE FALTAVA: Globo defende “homicídio sumário” de Lula

0

Por Jeferson Miola

Em reação à decisão liminar da ONU que determina que Lula tenha preservado seu direito de ser candidato presidencial, a Globo defende em editorial o “homicídio sumário” do líder de todas as pesquisas, que seria eleito no primeiro turno da eleição.

O editorial d´O Globo deste sábado 18.8 [Eleição depende de desfecho rápido no caso Lula], que transmite o senso comum de toda a mídia golpista ante decisão da ONU, evidencia o pânico que abateu a ditadura jurídico-midiática com a consolidação da consciência mundial de que Lula é um preso político que tem seus direitos civis arbitrariamente cassados porque representa a possibilidade de interromper o estado de exceção para dar início à restauração democrática do Brasil e à reconstrução econômica e social do país.

A Globo explicita, no editorial, a estratégia da pgr, do trf4 e de segmentos do tse e do stf, que atropelam a Lei e a Constituição com ritos sumários para perpetrar novas violências jurídicas contra Lula.

Aos bastardos da democracia brasileira não importa transformar o Brasil num estado-pária, numa vergonha mundial, mesmo que ao custo do aprofundamento do arbítrio e do totalitarismo jurídico-midiático.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.