Em artigo, PHA detona Cármen Lúcia, “parcial, partidária e armou contra Lula”

0

A decisão por 3 a 2 da Segunda Turma do Supremo que manteve o Ministro Jose Dirceu em liberdade demonstra, em primeiro lugar, que a decisão da presidente Carmen Leitão de não votar a Segunda Instância definirá o seu mandato: um mandato parcial, partidário!

Ela não vota a Segunda Instância e não revê a violação da Constituição, aquela em que o Supremo se revestiu de Constituinte e rasgou a Constituição só para manter o Lula preso nas algemas do Judge Murrow – esse mesmo que considerou um risco soltar o Lula!

A decisão de hoje significa na prática que volta a prevalecer a Constituição: só se pode ir preso depois de esgotadas TODAS as instâncias da defesa.

Assim, os 3 a 2 do Dirceu abrem espaço para Lula ser solto.

Lula e todos os que estão presos por causa de uma condenação em Segunda Instância, mas ainda têm outros caminhos de defesa a percorrer.

Outro efeito: os 3 a 2 do Dirceu cospem nesses desembagrinhos e desembagrões do TRF-4, que, na esteira do Moro, resolveram promover a “Revolução Judiciária” para “limpar” o Brasil desses petralhas!

Outro que entra na mira dessa decisão do Dirceu é o operário padrão da Globo.

Barroso é um dos campeões da prisão logo na Segunda Instância.

Hoje, ele ficou nu!

E vai ser o relator da pretensão de Lula ser candidato a Presidente.

Barroso pode ter um fim parecido com o de Carmen Lúcia!

Simbolizar a Justissa da República Federativa da Cloaca.

Em tempo: a Procuradora Geral Raquel Dodge se inclui nessa relação dos que perderam com a decisão que beneficiou Dirceu e pode beneficiar Lula. A Dra Dodge não desmereceu a origem suspeita: foi pedir a benção ao ladrão presidente antes de assumir o cargo, fora da agenda, altas horas da noite para combinar a hora da posse…

PHA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.