JÁ NO SEGUNDO TURNO: Crescimento de Lula amplia avenida para Haddad

0

O crescimento da candidatura Lula propicia uma condição eleitoral inédita para seu vice Fernando Haddad. Lula mantém cerca de 57 milhões de votos ‘sub judice’, um patrimônio eleitoral que será difícil de se repetir na história presente e futura do país. Esse volume, em estado crescente, como atesta a última pesquisa Datafolha, pode migrar para um candidato jovem, com outras qualidades e características. A janela para crescimento de Fernando Haddad, portanto, está posta.

Segundo o jornalista Bruno Boghossian, em matéria para o jornal Folha de S. Paulo, “o novo levantamento do Datafolha sugere que, embora dois terços dos lulistas já escolham outros nomes quando o petista é excluído da disputa, como Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT), o quadro pode mudar dramaticamente na campanha.”

Ele diz que “quase metade dos eleitores de Lula (48%) não conhece Fernando Haddad, que substituirá o ex-presidente na chapa. Outros 26% dizem que o conhecem ‘só de ouvir falar’.”

Boghossian defende a tese de que “o desconhecimento seria uma fragilidade, não fosse a influência expressiva de Lula sobre seu eleitorado”. E crava: “o potencial de transferência medido na pesquisa atenua parte do ceticismo em relação a esse poder”.

O jornalista pondera de maneira bastante meridiana que “entre eleitores que declaram voto em Lula, 62% escolheriam ‘com certeza’ o candidato apoiado por ele. Se esses eleitores mantiverem sua disposição e receberem a mensagem de que Haddad é o nome lulista, o ex-prefeito poderá atingir 24% dos votos. Ainda que uma parte fique pelo caminho, a conversão seria suficiente para levá-lo ao segundo turno.”

Ainda na esteira do potencial de Fernando Haddad, Boghossian entende que ele “pontua timidamente nas trincheiras petistas, como o Nordeste (5%) e as famílias de baixa renda (3%)”, mas acrescenta que “nesses segmentos, porém, estão os maiores percentuais de entrevistados que não sabem quem será o candidato petista —beirando 60%.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.