HADDAD NA PARAÍBA, “QUANTO MAIS PRENDEM O LULA, MAIS ELE CRESCE”

0

Candidato a vice na chapa do PT para a Presidência da República, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad afirmou nesta quinta-feira (23) que quanto mais permanece preso, mais o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cresce nas pesquisas de intenção de voto.

“Quanto mais um dia ele fica lá, mais um ponto ele cresce. Ou seja, ele vai chegar nas eleições com 110%, 120% de intenção de voto se eles continuarem cometendo essa injustiça”, disse Haddad durante discurso em agenda de campanha em João Pessoa.

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (22) –a primeira realizada após os registros das 13 candidaturas ao Planalto– aponta que Lula tem 39% das intenções de voto.

Sem ele, quem lidera é o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 22%. Nesse cenário, com Haddad no lugar de Lula, o ex-prefeito aparece com 4%.

Ainda segundo a pesquisa, 27% dos eleitores não conhecem Haddad, contra 59% que já ouviram falar dele. Por outro lado, apenas 17% dos eleitores dizem que, caso não seja candidato, Lula deveria apoiar o ex-prefeito.
Desde terça-feira (21), Haddad faz um giro por estados do Nordeste, principal reduto eleitoral de Lula. O objetivo da viagem é tornar o ex-prefeito conhecido na região.

Preso há quase cinco meses em Curitiba, o ex-presidente está inelegível pela Lei da Ficha Limpa por ter sido condenado em segunda instância no caso do tríplex, da Operação Lava Jato.

Caso a candidatura de Lula seja barrada pela Justiça Eleitoral, é Haddad quem deverá assumir a cabeça de chapa. A expectativa é que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) julgue o pedido de registro de Lula no início de setembro.

“Poder emana do povo”

Em seu discurso na capital paraibana, Haddad lembrou as vezes em que foi ao Nordeste ao lado de Lula, algumas como ministro da Educação, para inaugurar obras. Além de universidades federais, o ex-prefeito falou da transposição do Rio São Francisco na cidade de Monteiro (PB).

“Eu estive com Lula aqui na inauguração verdadeira da transposição, em Monteiro. Porque teve a falsa, uma semana antes. Mas teve a verdadeira, do mentor da obra”, afirmou, em referência à inauguração realizada pelo presidente Michel Temer (MDB).

Haddad ainda afirmou que a Constituição Federal diz que “todo poder emana do povo” e questionou: “Como é que você vai cassar o voto de 50, 60 milhões de brasileiros que querem votar no Lula?”.

O candidato a vice na chapa petista também disse que o Brasil “começou a dar errado quando a oposição não aceitou a derrota em 2014 e começou a sabotar o governo para usurpar poder”.

“Só que eles não contavam com a nossa astúcia. Eles não contavam que nós íamos ficar nas ruas. Que nós não íamos abandonar o presidente Lula porque eles inventaram um processo contra ele que não para em pé”, afirmou.

UOL

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.