VIROU ESCULHAMBAÇÃO! Assim como Lula, Haddad é vítima de “Lawfare” e justiça perde ainda mais a sua credibilidade

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), que começa a aparecer bem em várias pesquisas sempre que apontado como o candidato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para as próximas eleições presidenciais, foi mais uma vez denunciado por improbidade administrativa pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP). Haddad é acusado de ter sido “beneficiário do proveito de vantagem ilícita”. De acordo com o MP, ele teria enriquecido ilicitamente de maneira indireta em razão do pagamento de dívidas de sua campanha na disputa paulistana em 2012, quando foi eleito.

O MP pede a condenação de Haddad, que atualmente é candidato à vice na chapa de Lula, por improbidade administrativa (ato contrário à administração pública) e o bloqueio de bens do ex-prefeito no valor de até R$ 14,1 milhões, além da perda dos direitos políticos. De acordo com a denúncia do promotor Wilson Tafner a UTC pagou, ao longo de 2013, dívidas da campanha eleitoral de Haddad com uma gráfica.

Todo o material foi declarado

Em nota, a assessoria de Haddad disse que foi demonstrado que “todo o material gráfico produzido em sua campanha foi declarado e que não havia razão para receber qualquer recurso não declarado da UTC”.

A empreiteira, segundo a equipe do ex-prefeito, “teve seus interesses confrontados logo nos primeiros dias da gestão Haddad na Prefeitura de São Paulo, principalmente com a suspensão da construção do túnel da avenida Roberto Marinho, cuja obra mostrava indícios claros de sobrepreço”.

Na semana passada, Haddad virou réu em outra ação de improbidade administrativa que apura supostas irregularidades nas obras de uma ciclovia no período em que ele era prefeito de São Paulo. A nova denúncia e a ação em que o ex-prefeito é réu não o impedem de ser candidato na eleição.

Além de Haddad, que é candidato a vice na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Planalto, outras seis pessoas também foram acusadas.

Lawfare

Lawfare é uma palavra em inglês formada pela junção de “law”, que significa lei e da expressão “warfare”, que significa guerra jurídica. O termo indica a utilização da lei e dos procedimentos legais pelos agentes do sistema de justiça para perseguir quem seja declarado inimigo.

CLICK POLÍTICA com informações do Portal Forum
Com informações do UOL

Comentários estão fechados.