PT contesta judiciário em programa eleitoral e Haddad jura lealdade a Lula

0

O Partido dos Trabalhadores contestou o Judiciário em seu primeiro programa eleitoral de candidatos a deputado federal e à presidência da República exibido na TV na tarde deste sábado 1º.

Um dia depois do julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que por pouco não deixou o partido fora da propaganda eleitoral exibindo Lula como candidato, o PT criticou a prisão política do ex-presidente e mostrou o apoio internacional e nacional tantas vezes já demonstrado a Lula.

Entre eles a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU, que aparece numa mensagem de texto antes do início do programa. “Mesmo assim, a vontade do povo sofreu mais um duro golpe com a cassação da candidatura de Lula pelo TSE”, diz trecho da nota, que acrescenta ainda que “a coligação ‘O Povo Feliz de Novo’ vai entrar com todos os recursos para garantir o direito de Lula ser candidato”.

O vídeo mostra também imagens de lideranças internacionais que visitaram Lula na sede da Polícia Federal em Curitiba, como o Prêmio Nobal da Paz, Adolfo Pérez Esquivel, além da Vigília Lula Livre, acampada desde que ele foi preso, em 7 de abril, na capital do Paraná.

O candidato a vice na chapa, Fernando Haddad, aparece jurando lealdade ao ex-presidente e denunciando perseguição política contra Lula. “Nós vamos com Lula até o fim”, afirma. Já Lula também passa sua mensagem: “eu estou na situação de um inocente que está sendo julgado para evitar que esse inocente volte a fazer o melhor governo do Brasil”. “Eu sei como é que eu vou passar para a história, já eles eu não sei. Se vão passar como juízes ou algozes”, completa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.