Caçada impiedosa: depois de proibir Lula no rádio, TSE agora o censura na TV

0

O TSE censurou Lula pela terceira vez no horário eleitoral gratuito, na manhã desta terça; ministro Sergio Banhos atendeu pedido do Partido Novo, de extrema-direita, e ordenou agora a suspensão de propagandas do PT na televisão alegando que elas confundiriam o eleitor ao não explicar que Lula não é o candidato do partido; na peça, Lula aparece exaltando seu governo e em seguida Haddad surge e diz que quer “trazer o Brasil de Lula de volta”. A estratégia do Judiciário é sufocar financeiramente o partido e, por isso, estipulou multa de R$ 500 mil em caso de descumprimento.

Trata-se da terceira decisão do TSE suspendendo propagandas do PT que usam a imagem de Lula. As anteriores foram proferidas pelos ministros Luís Felipe Salomão, em relação ao horário eleitoral no rádio, e Carlos Horbach, que decidiu sobre o horário na TV. Ambos também estipularam multa de R$ 500 mil em caso de descumprimento.

As propagandas do PT que foram suspensas foram ao ar nos dias 1º e 2 de setembro. Em sua defesa, o partido alega ter recebido um tempo “exíguo” desde a rejeição da candidatura de Lula até o início da propaganda de rádio e TV para adequar suas peças, que já estavam produzidas. Quanto a esta última peça, ela em nenhum momento indica ou insinua que Lula é o candidato do PT a presidente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.