IBOPE pode sofrer “penalidades financeiras” após se unir a Globo para golpear Lula

0

Uma decisão tomada pelo Ibope pode ter causado 1 prejuízo de, pelo menos, R$ 231.229,89 para essa empresa de pesquisas. O levantamento sobre intenção de voto para presidente concluído nesta 3ª feira (4.set.2018) poderá ter de ser descartado porque não obedeceu estritamente ao que estava no plano apresentado ao Tribunal Superior Eleitoral.

O Ibope foi contratado pelo Grupo Globo e pelo jornal “O Estado de S.Paulo” para conduzir a pesquisa sobre voto presidencial. Registrou o questionário a ser aplicado, como manda a lei, na Justiça Eleitoral em 29 de agosto de 2018. Eis a imagem do registro.

Havia, entre outras perguntas, 2 cenários de 13 nomes de candidatos a presidente –eis a íntegra do questionário. Em 1 dos cenários, o nome do PT era o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No outro, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

Ocorre que nas primeiras horas da madrugada de 1º de setembro de 2018 o TSE decidiu rejeitar o registro da candidatura de Lula.

Por conta própria, o Ibope resolveu não aplicar a pergunta com o cenário em que Lula era incluído como candidato. A empresa soltou uma nota com 1 texto ambíguo ontem à noite, tentando explicar o ocorrido (eis a íntegra).

O texto do Ibope foi lido no final da edição do Jornal Nacional, da TV Globo, na noite de ontem –até porque 1 dos contratantes da pesquisa havia sido o Grupo Globo. Nesta 4ª feira (5.set.2018), o jornal “O Estado de S.Paulo” também divulgou a nota.

(…)

CLICK POLÍTICA com informações do Poder 360

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.