Comandante do Exército age dessa forma porque estamos sem Presidente, sugere jornalista

0

O comandante do Exército afirmou que o atentado contra Jair Bolsonaro pode levar o futuro governo a ter dificuldade em garantir estabilidade e governabilidade, ‘podendo até mesmo ter sua legitimidade questionada’, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo”, reforça o jornalista Leonardo Sakamoto.

“Mesmo que ele, ao longo da entrevista, tenha confirmado que as Forças Armadas continuarão a desempenhar seu papel democrático, independentemente do resultado das eleições, a conjectura em sua declaração apenas lança mais combustível no contexto incendiado em que estamos”, continua. “A declaração do general não é uma sentença do que acontecerá, mas ajuda na formação do entendimento de que se o resultado das eleições não for o que alguns grupos esperam, elas poderão ser questionadas. Isso em nada contribui para a ‘necessidade de pacificação do país’, que ele afirma ser sua preocupação”, complementa.

Segundo o jornalista, “o general deveria ter mais cuidado com o que fala”. “Até porque, na prática, suas palavras causam mais impacto em nosso futuro de curto prazo do que as do presidente”.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.