JBS diz ter pago R$ 70 milhões em propina a governador do PSDB

0

Wesley Batista afirmou ao STJ que a JBS pagou, em 2015 e 2016, R$ 70 milhões em propina a Reinaldo Azambuja, o tucano que governa Mato Grosso do Sul, em troca de benefícios fiscais, informa a Folha.

Segundo ele e seu irmão, Joesley, os pagamentos foram tratados pessoalmente com Azambuja, que disputa a reeleição no estado.

O governador de MS e outros políticos e empresários foram alvos hoje da Operação Vostok, deflagrada por PF e MPF com autorização de Felix Fischer, relator do inquérito no STJ.

Fischer determinou a prisão temporária de 14 pessoas, incluindo um dos filhos de Azambuja, Rodrigo Souza. Também autorizou buscas e apreensões em três endereços vinculados ao governador, um dos quais seu gabinete de trabalho.

CLICK POLÍTICA com informações de antagonista

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.