RACHA: PSL rechaça substituição de Mourão por Bolsonaro em debates

0

Reportagem de Jussara Soares, Marco Grillo e Eduardo Bresciani no Globo informa que a decisão do PRTB de fazer uma consulta ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a possibilidade de o general da reserva Antônio Hamilton Mourão substituir Jair Bolsonaro em debates na televisão ampliou a divisão na campanha do PSL. O movimento irritou a cúpula da sigla e um dos filhos do presidenciável, Flávio, afirmou que qualquer atitude sobre esse tema precisa passar pelo candidato, que está hospitalizado em São Paulo após ter sofrido um atentado há uma semana em Juiz de Fora (MG).

“O momento é de ter calma, não pode se afobar. Meu pai está se recuperando ainda. A prioridade é essa. É uma decisão (sobre o debate) que cabe exclusivamente a ele (Bolsonaro). Qualquer decisão importante como essa tem que passar pelo Jair. Ele é o capitão e todos nós temos que seguir. Se ele entender que vai o Mourão, vai o Mourão; se entender que eu vou, eu vou; se ele entender que ninguém vai, ninguém vai. Mas não é o momento disso ainda”, disse Flávio ao Globo.

O presidente do PSL e principal articulador da campanha também rechaçou a iniciativa do partido coligado. Ele afirmou que o PRTB não tem legitimidade para consultar o TSE sobre essa possibilidade. Bebianno enfatizou que Bolsonaro, hospitalizado há uma semana após levar uma facada, segue vivo e no comando da campanha, completa o jornal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.