Acossado por Haddad, Bolsonaro já fala em fraude nas eleições; CONFIRA!

0

Reuters – O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, fez neste domingo (16) uma transmissão ao vivo do hospital onde está internado e aproveitou para atacar o PT e reforçar sua tese de uma possível fraude na eleição de outubro. O candidato chegou a chorar durante a transmissão, a primeira feita após a divulgação da pesquisa DataFolha na última sexta-feira (14), que coloca Fernando Haddad (PT) na segunda colocação.

Bolsonaro recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Albert Einstein, em São Paulo, e à tarde fez a transmissão do vídeo em suas redes sociais, na qual apareceu falando lentamente, e declarou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem se refere como “presidiário que está em Curitiba”, não fugiu antes de ser preso porque tem um plano B, que seria o de fraudar as eleições.

“Se coloquem no lugar do presidiário que está em Curitiba, com toda sua popularidade, com toda sua possível riqueza…você aceitaria passivamente, bovinamente, ir para a cadeia? Você não tentaria uma fuga? Se você não tentou fugir, é porque tem um plano B… Não consigo pensar em outra coisa a não ser um plano B se materializar numa fraude”, disse Bolsonaro no vídeo com transmissão ao vivo em sua página do Facebook.

De acordo com o candidato do PSL, há possibilidade de fraude também na eleição parlamentar. As críticas de Bolsonaro ao PT ocorrem em um momento em que o substituto de Lula na corrida presidencial, Fernando Haddad, cresceu nas pesquisas de intenção de voto. Bolsonaro lidera com folga a disputa. “O Haddad sendo eleito presidente, ele assina, no mesmo minuto da posse, o indulto do Lula e depois o nomeia chefe da Casa Civil”, afirmou Bolsonaro, tossindo em certos momentos.

No vídeo, o presidenciável pelo PSL repetiu a crítica ao fato de não haver voto impresso no pleito, afirmando que “não temos qualquer garantia nas eleições”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.