PERSEGUIÇÃO NÃO PARA: Bolsonaro pede e TSE age contra Lula e Haddad; SAIBA!

0

Sergio Banhos, ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu, nesta segunda-feira (17), pela suspensão da propaganda eleitoral do PT, que mostrava uma mensagem do ex-presidente Lula pedindo votos para Fernando Haddad. As informações são de Rosanne D’Agostino, do G1.

Na última quinta-feira (13), o PT exibiu uma propaganda em que era lida uma mensagem atribuída a Lula na qual o ex-presidente dizia: “Eu quero pedir, de coração, a todos que votariam em mim que votem no Haddad para presidente”.

Banhos considerou que a peça é irregular, pois excede o tempo limite de 25% para apoiador aparecer na propaganda eleitoral do candidato. O filme petista traz a leitura da Carta de Lula ao Povo Brasileiro.

A propaganda foi questionada pela coligação PSL-PRTB, cujo candidato a presidente é Jair Bolsonaro.

“Trata-se, como de fácil percepção, de carta de apoiamento do ex-Presidente Lula a Fernando Haddad. No bojo da missiva, foram endereçadas expressões como ‘E o nosso nome agora é Fernando Haddad’ e ‘Eu quero pedir de coração a todos que votariam mim, que votem no Haddad para presidente’, que traduzem o apoio expresso do remetente ao novo candidato a presidente. Ocorre, todavia, que, em desrespeito à legislação eleitoral, quase 50% do tempo da propaganda eleitoral restou dedicado à leitura, por terceiros, dos termos da referida carta de apoio, intitulada ‘Carta de Lula ao Povo Brasileiro’”, destacou o ministro.

CLICK POLÍTICA com informações de Revista Fórum

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.