“O CARA QUE MAIS AMOU O BRASIL É HOJE INJUSTIÇADO”, DIZ HADDAD NO RECIFE

0

O candidato a presidente do PT, Fernando Haddad, cumpriu agenda de campanha neste sábado, 22, no Recife. Acompanhado da candidata a vice-presidente, Manuela D’Ávila (PCdoB), Haddad afirmou que é preciso salvar o Brasil do projeto neoliberal que está em curso.

“Não queremos revanchismo. E queremos só dar um recado: o negro vai ser respeitado, a mulher vai ser respeitada, o nordestino vai ser respeitado. Um recado para nosso amigo ali: se a mulher cria o filho sozinha vai receber mais atenção da gente. Se a avó cuida do neto sozinha, ela vai receber carinho do Lula de novo, porque ele nunca deixou de olhar para quem mais precisa”, afirmou o candidato petista.

“Não vamos admitir violência, intolerância, porque essa não é a nossa cultura. Vamos voltar a ser feliz com todo mundo, num projeto nacional que olha pra quem mais precisa. Vamos pegar na mão daquele que está numa situação mais difícil. Às vezes o que ele precisa é do bolsa família, ‘as vezes um estagio, uma universidade ou uma temporada no exterior, a que o pobre também tem direito”, acrescentou.

Continua depois da Publicidade

Haddad falou de Lula e se disse inconformado. “O que me indigna saber é que o cara que mais amou o Brasil, mais se doou, em quase 50 anos de história pública ao lado povo brasileiro, é hoje o cara mais injustiçado”. Foi interrompido pelo público, que gritava “Lula livre”.

E o candidato do ex-presidente fez um convite aos pernambucanos. “Vocês sabem que sou formalmente o advogado de Lula e hoje vou estabelecer cada um de vocês pra ser advogado de Lula. Não é justo o que está acontecendo. Até a ONU recomendou que ele concorresse, mas o medo é que ele ganhasse no primeiro turno. Lula não é só pessoa. É um projeto. É uma visão de futuro, o sonho do jovem, da mulher negra, de um brasil diferente dos 500 anos de tradição”.

Fernando Haddad fez uma pequena coletiva de imprensa ao final do ato, em Recife. Ele fez questão de falar sobre mobilidade urbana. “Hoje é dia da mobilidade urbana. E temos um projeto muito forte de mobilidade para o país. Inclui apoio decisivo a faixas de ônibus, ciclovias, segurança do pedestre. Vamos oferecer parte de um tributo federal, que é a CID, e entregar parte para os prefeitos melhorarem o transporte publico. A mobilidade, além de dialogar com direito do trabalhador, dialoga com a questão do meio ambiente, porque quanto mais transporte p

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.