MP pede a Bruno Covas para demitir assessor ou mãe dele da Prefeitura de SP

0

Segundo publicação da Folha, o MP de São Paulo recomendou que a Prefeitura demita Gustavo Garcia Pires, secretário executivo e amigo do prefeito Bruno Covas, ou a mãe dele, Elisabete Gonçalves Garcia Pires.

O promotor do Patrimônio Público Ricardo Manuel Castro fez a recomendação, enviada a Covas, sob pena de responsabilização dos envolvidos em ato de improbidade administrativa —no caso, derivado de nepotismo.

O Ministério Público já investiga a contratação da mãe do secretário Gustavo Garcia Pires, braço direito de Covas, desde junho, a partir de solicitação do promotor Wilson Coelho Tafner.

Elisabete, que recebe R$ 10.314,88 pela aposentadoria na rede pública, mais do que dobrou sua remuneração com o novo cargo e passou a ganhar ao mês um valor bruto de R$ 20.918,88. Na SPTrans, ela é responsável pela supervisão e treinamento de estagiários que fazem o atendimento da população.

A admissão ocorreu em 12 de março, período em que Covas acumulava a vice-prefeitura e a Secretaria da Casa Civil, órgão responsável pela análise das contratações.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.