Ibope: Bolsonaro cai 8 pontos no sul e candidatura fica em alerta

0

Um conhecido fenômeno eleitoral parece ter início nestas eleições de 2018: a síndrome de candidatura precoce. A queda acentuada do candidato do PSL na região sul – ele caiu 8 pontos, segundo o Ibope – pode ser o indício de que a candidatura do ex-militar atingiu um ponto de saturação irreversível. A análise é do professor da PUC-PR Masimo Della Justina. Ele diz que a síndrome se caracteriza por uma queda na intenção de voto provocada pela exposição prolongada. Segundo Justina, após este processo, a candidatura se desgasta e enfraquece com a proximidade do pleito.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca a queda do ex-capitão: “a última pesquisa Ibope identificou uma queda do candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) na região em que ele exibia seu melhor desempenho eleitoral até aqui: o Sul. O capitão reformado do Exército passou de 38% para 30% das intenções de voto nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, segundo o levantamento divulgado nesta segunda (24), na comparação com a semana anterior”.

O crescimento de Fernando Haddad também chamou a atenção, segundo a matéria: “Fernando Haddad (PT), por outro lado, cresceu na região: saiu de 11% para 19%”.

Continua depois da Publicidade

A reportagem ainda sublinha que “o movimento não foi captado por outros institutos de pesquisa até aqui, como destaca o analista Murilo Hidalgo, do Paraná Pesquisas”.

O professor da PUC-PR, Masimo Della Justina, entende que Jair Bolsonaro “é vítima da ‘síndrome do candidato precoce’, cuja candidatura, em função da exposição prolongada, se desgasta e enfraquece com a proximidade do pleito”.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.