GOLPISTA SE DEU MAL: Tucana, Cantanhêde joga toalha e reconhece: PT vencerá

0

A jornalista Eliane Cantanhêde -conhecida como Tucanhêde por sua adesão incondicional do PSDB- jogou a toalha. Em sua coluna no jornal O Estado de S.Paulo, a jornalista, que é também comentarista na GloboNews, reconheceu: “Assim se constroem derrotas e vitórias, e o PT sabe construir vitórias. Não venham praguejar depois.” Ela se referia, desolada, aos desacertos nas campanhas de Bolsonaro e Alckmin.

Depois de relatar as trapalhadas na campanha do candidato da ultradireita, Cantanhêde questionou o óbvio: “A pergunta que fica é simples e angustiante: se na campanha já é assim, como seria, ou será, um governo de Jair Bolsonaro, Hamilton Mourão e Paulo Guedes?”

A seguir, chorou a crise da campanha de Alckmin: “Na campanha de Geraldo Alckmin, as declarações chocantes não são de economia, política, democracia e costumes, como na de Bolsonaro. No caso dos tucanos, são contra o próprio candidato e o próprio PSDB! Fernando Henrique, João Doria, Tasso Jereissati, Arthur Virgílio, Bruno Araujo e Cássio Cunha Lima fizeram fila para esculhambar o partido, a campanha, o candidato. Bem no meio da eleição.”

Por fim, reconheceu os acertos da campanha do PT e constatou: “Se há uma campanha em que todos batem continência ao comandante, não é a de tucanos nem a do capitão e do general, mas a do PT.”

É, segundo Tucanhêde, o como o PT está construindo sua vitória, favorecido pela incompetência político-eleitoral na direita e ultradireita. De fato, eles são bons de golpe e ruins de urna.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.