Sem chances de ir ao segundo turno, Ciro volta a atacar Haddad

0

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, voltou a dinamitar pontes com o PT nesta sexta-feira, 28, afirmando que o partido transformou-se em “uma organização odienta de poder”.

“O PT contou comigo ao longo dos últimos 16 anos. Na medida em que eles se juntam com o Renan Calheiros, que presidiu o Senado no impeachment que eles chamam de golpe, que estão juntos no Ceará com o Eunício Oliveira, não é mais possível, para mim, andar com eles na política”, afirmou o pedetista em entrevista à rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul.

Ciro disse que mesmo se vier a ser convidado pelo candidato do PT, Fernando Haddad a um ministério, negará participar do governo; “Eu não serei ministro. Eu vou disputar minha última eleição”, disse; o PDT, entretanto, diverge internamente de Ciro e já avalia os termos de um apoio a Haddad no segundo turno

Continua depois da Publicidade

O PDT, entretanto, diverge internamente de Ciro e já negocia os termos de um apoio a Haddad no segundo turno.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.