Durante caminhada em São Paulo, candidatos do PT pedem votos para Haddad

0

Candidatos do PT participaram de uma caminhada pelo centro de São Paulo nesta sexta-feira (5) e pediram votos para o presidenciável Fernando Haddad (PT), para que ele possa ir para o segundo turno. Com a presença da militância e de carros de som, eles afirmaram que é preciso estar do lado da democracia nesse momento histórico do Brasil.

De acordo com Alexandre Padilha (PT), candidato à deputado federal, a postura do eleitorado precisa ser diferente neste primeiro turno, pois esse é o primeiro momento que o povo vai às urnas depois do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff.

Dizendo que, neste momento, o voto de cada um vale o mesmo que o voto do presidente Michel Temer e do juiz Sergio Moro, Padilha disse que é preciso mostrar que o povo está do lado da liberdade. “Cabe a nós, aqueles que defendem a democracia, construir essa resposta ao fascismo”.

Para ele, é preciso preparar o Brasil pra três semanas de um embate histórico que irá acontecer no segundo turno. “São dois dias de muita luta. Temos que ser incansáveis para consolidar a democracia no nosso País”, afirmou.

Para Jilmar Tatto (PT), candidato a senador por São Paulo, a manifestação desta sexta-feira deu forças e energia para que a militância possa se preparar para o segundo turno. “Sem ódio, em prol da democracia”, afirmou. O candidato acredita ser importante a volta do PT ao poder para “recuperar o legado do presidente Lula”.

Segundo Tatto, as pesquisas de intenção de voto não assustam. “Estamos calejados depois de várias eleições”, disse ele. “Isso pouco importa, o que importa é que a militância está na rua. A gente vai para o segundo turno e vai ganhar a eleição”.

Eduardo Suplicy (PT), também candidato a senador por São Paulo, disse estar animado com a manifestação e com o número de pessoas que participaram da caminhada que foi da Praça do Patriarca até a frente do Teatro Municipal. Para ele, é preciso levar essa animação para que, no domingo, “todos votemos em Fernando Haddad, Luiz Marinho, Jilmar Tatto e Eduardo Suplicy”.

CLICK POLÍTICA com informações de Revista Fórum

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.