Curitiba fascista: Advogado é intimidado pela PM por causa de adesivo com Lula

0

O advogado e professor de Direito Administrativo Tarso Cabral Violin, editor do Blog do Tarso, relatou que foi abordado e intimidado por Policiais Militares, na frente da filha de 12 anos. O motivo foi um adesivo com a imagem de Lula em seu carro.

Segundo Tarso relatou à Carta Capital, eles estavam no estacionamento de um restaurante quando foram abordados por dois policiais militares. Um deles disse que o adesivo colado no vidro traseiro era ilegal, pois trazia a imagem do ex-presidente Lula.

O PM disse ter sido convocado “por uma juíza de nome Camila, que também almoçou no restaurante” e teria ficado incomodada com a imagem.

“Não foram agressivos, mas prepotentes. Essa atitude é apenas uma amostra do que pode vir a acontecer em breve no Brasil. Quem viveu o período de autoritarismo, da ditadura militar, conhece muito bem o que é isso. Mas nada vai me intimidar” afirmou Violin.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.