Luppi chama Bolsonaro de “fujão” após correr de debate contra Haddad

0

Do Poder360

O presidente do PDT, Carlos Lupi, criticou nesta 4ª feira (10.out.2018), o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) por não ir aos debates eleitorais.

“Eu acho que é um erro do médico dar um atestado novo, porque isso pode ser fatal para sua eleição. O povo não gosta de fujão, não gosta de candidatos que não apresentem suas ideias.”

A declaração foi dada na sede nacional do PDT, em Brasília. Bolsonaro não vai participar dos debates por conta de recomendação médica. Ele levou uma facada no dia 6 de setembro, em comício realizado em Juiz de Fora (MG).

(…)

O dirigente do PDT também afirmou que o fato de Bolsonaro não ir aos debates significa que ele não estaria aberto ao diálogo caso fosse eleito.

“O cuidado que o povo brasileiro precisa ter é que o atestado seja ad pérpetum. Se ele for presidente da República poderemos não ter um presidente por causa do atestado. Virou desculpa esfarrapada feia. Por que ele pode dar entrevista para a Record? É medo, é correr, é fujão.”

(…)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.