Como Hitler, Bolsonaro dá a seus apoiadores carta branca para agredir; CONFIRA!

0

ALEX SOLNIK

Isso que estamos vendo nas ruas, as agressões brutais a pessoas identificadas com o PT não é o retrato de uma luta política para vencer as eleições na marra, no grito, na força; é um trailer do que será o Brasil se Bolsonaro for eleito. É o clima em que viveremos durante os quatro anos de seu governo se essa desgraça anunciada acontecer.

Quando ele diz que não consegue controlar seus apoiadores que agem como se fossem donos do país está lhes dando uma carta branca para barbarizar.

E ele ainda nem chegou ao poder.

Na Alemanha dos anos 30, atolada na miséria, o histérico, esquisito e desconhecido Adolf Hitler venceu as eleições atribuindo a culpa pela desgraça alemã aos judeus.

Seus eleitores não tiveram dúvida: passaram a agredir, atacar e matar judeus achando que assim levariam o país à prosperidade. Sem judeus a Alemanha voltaria a crescer.

Ao assumir, Hitler fundou o 3º. Reich e transformou o extermínio de judeus em política de estado, exacerbando a ideia de que acabando com esses seres de raça impura os problemas da Alemanha seriam resolvidos.

Agora sabemos que esse transe coletivo comandando por um maluco serial killer resultou num genocídio sem precedentes de judeus, ciganos e gays – os impuros – e levou o mundo à Segunda Guerra.

Milhões de pessoas foram assassinadas – não apenas judeus, ciganos e gays – e a miséria na Alemanha só aumentou.

Quando os alemães perceberam que a culpa não era dos judeus e sim de Hitler já era tarde demais. O país estava destruído. E boa parte da Europa também. Os alemães passaram a ser confundidos com Hitler. Ser alemão era vergonhoso e vexatório.

Não é difícil enxergar em Bolsonaro as mesmas características de Hitler. Não por coincidência ele já declarou que seu avô foi soldado nazista e que ele não teria problema em ser um (está em vídeo, na internet) e quando circulou um pôster onde seu retrato ganha um bigodinho de Hitler ele disse que não ficou ofendido, ficaria se fosse associado a gay.

Podemos compreender que os alemães dos anos 30, que nunca tinham visto algo semelhante tenham caído na lorota sanguinária de Hitler. Mas é inaceitável que mais de 80 anos depois daquele Armagedon milhões de brasileiros acreditem num novo Hitler que a repete, espalha a mentira de que a culpa pela miséria em que estamos é dos petistas e uma vez exterminados o Brasil vai voltar a sorrir.

Tal como na Alemanha, os ataques estão começando pelos petistas, para logo adiante se voltarem contra todos aqueles que não se ajoelharem aos pés do ditador. E a miséria só vai aumentar. E quando os brasileiros descobrirem que os culpados não eram os petistas será tarde demais. Todos os brasileiros serão confundidos com Bolsonaro e será vergonhoso ser brasileiro.

O Brasil corre o risco de tirar das urnas um novo Hitler e, a duas semanas do ponto de não-retorno as principais lideranças do país parecem desconhecer que está em gestação o IV Reich.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.