MINISTRO SE OMITE: Fachin pede “fair play” na eleição e faz apelo contra fake news

0

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ressaltou quinta-feira, 18, a importância de os candidatos praticarem o “fair play” (jogo limpo) nas eleições e de seguirem “as regras do jogo”.

Além de destacar as responsabilidades da Justiça Eleitoral e dos próprios concorrentes no processo eleitoral, Fachin fez um apelo a sociedade para que não fomente a distribuição de notícias falsas, as chamadas “fake news”, que refute qualquer forma de violência e que preserve as instituições democráticas brasileiras.

O ministro falou em evento na Procuradoria-Geral da República (PGR) que reúne os procuradores regionais eleitorais para tratar do pleito de 2018, e conta ainda com a presença dos advogados eleitorais de Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), concorrentes na disputa presidencial. Fachin ressaltou que a Justiça Eleitoral é responsável por assegurar a “normalidade e a legitimidade” das eleições, “contra a influência de poder econômico ou o abuso”.

“Logo a Justiça Eleitoral não é, nem poderia ser, um fim em si mesmo. Ela serve a democracia, por isso conclama-se a todos, cidadãos, eleitores, candidatos, partidos, em especial coligações dos candidatos às eleições presidenciais, instituições e entidades a servirem a democracia brasileira, a contribuírem nesse processo de gestão eleitoral”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.