Haddad e Cid Gomes manterão encontro em Fortaleza; CONFIRA!

0

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, e o senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) devem se reunir ainda na noite desta sexta-feira (19) em Fortaleza, dias depois de Cid protagonizar uma das maiores saias justas da campanha de Haddad até agora.

Irmão de Ciro Gomes (PDT), que ficou em terceiro lugar no primeiro turno da eleição presidencial, Cid disse na segunda (15) que o PT iria “perder feio a eleição”, e que o resultado seria merecido por causa de erros cometidos pelo partido. Para completar a polêmica, o senador eleito deu tais declarações no palco de um evento em apoio a Haddad em Fortaleza — o petista não estava presente –, e o vídeo das críticas foi aproveitado pela campanha de Jair Bolsonaro (PSL).

Tudo isso aconteceu enquanto a campanha petista ainda esperava um apoio público de Ciro Gomes a Haddad. Em vez disso, Ciro foi para a Europa e manteve silêncio sobre respaldo a Haddad no segundo turno. O PDT anunciou “apoio crítico” à candidatura petista, e o presidente da legenda, Carlos Lupi, reconheceu que as críticas de Cid representavam “majoritariamente o sentimento da sigla”.

Após as declarações do irmão de Ciro, Haddad tentou colocar panos quentes na situação. “Eu sei que não é comigo o problema”, disse o petista na terça (16), afirmando ser muito amigo dos irmãos Gomes. Cid, por sua vez, enviou ao PT um vídeo deixando claro que vota em Haddad.

EM ATO DO PT, IRMÃO DE CIRO DIZ QUE PARTIDO VAI PERDER “FEIO” A ELEIÇÃO
Haddad chega esta noite a Fortaleza, onde fará ato público de campanha na manhã de sábado (20). No mesmo dia, ele visita mais duas cidades cearenses, Juazeiro do Norte e Crato. A participação de Cid nos eventos no estado deve depender do resultado da reunião prevista para hoje.

Até o momento, a previsão é de que o senador eleito participe de um ato em apoio a Haddad em Sobral, berço político dos Gomes, na manhã de sábado, mas sem a participação do presidenciável.

O governador do Ceará reeleito, Camilo Santana (PT), fez campanha tanto para Ciro quanto para Haddad no primeiro turno. Agora completamente concentrado no petista, Camilo acompanhará Haddad nas agendas pelo estado no fim de semana.

O encontro com Cid tem como pano de fundo a difícil situação de Haddad, até o momento, no segundo turno. Segundo o Datafolha de quinta (18), a dez dias da eleição, Bolsonaro tem 59% dos votos válidos, contra 41% para Haddad.

Uma manifestação pública de apoio de Ciro e Cid poderia ajudar Haddad. O Datafolha apontou que 31% dos eleitores do PDT pretendem votar em Bolsonaro. Ao mesmo tempo, Ciro foi o candidato a presidente mais votado no Ceará, com quase 2 milhões de votos. Haddad ficou em segundo no estado (1,6 milhão de votos), seguido por Bolsonaro (1 milhão de votos).

CLICK POLÍTICA com informações de UOL

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.