LULA: BOLSONARO É ‘O CANDIDATO DA FRAUDE DO PORÃO’; ‘VAMOS VENCÊ-LO’

0

A presidente nacional do PT, senador Gleisi Hoffmann, que juntamente com o ex-ministro Franklin Martins visitou Luiz Inácio Lula da Silva na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, afirmou que o ex-presidente definiu Bolsonaro como o candidato da “fraude de porão” depois da a denúncia de doação ilegal de R$ 12 milhões feitas por cada empresa de uma rede de empresários a favor do candidato de extrema-direita para patrocinar serviços de disseminação em massa de fake news pelo Whatsapp. Disse Lula: “Vamos ganhar esta eleição discutindo verdadeiramente com o povo e não com embuste”

Apesar dele (Lula) estar nesta situação, desta prisão injusta, absurda, está animado com o processo eleitoral. “Ele disse para nós: ‘Ficou claro a fraude de porão que é esse candidato à Presidência da República’, ou seja, foi construída através da mentira nos subterrâneos das redes sociais, através de dinheiro ilegal, portanto, de caixa dois, e é um embuste que está levando ao erro milhões de pessoas exatamente por este esquema que foi montado”, destacou Gleisi durante coletiva na Vigília Lula Livre.

“Agora temos a oportunidade de desmascarar de uma vez por todas o que é este projeto, quem é esta pessoa e o que representa em relação ao país. Não tem propostas, não diz a que veio e não tem o que oferecer ao Brasil. Disse ele (Lula): “vocês podem andar de cabeça erguida. Haddad (candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad) andar de cabeça erguida, o Partido dos Trabalhadores, quem apoia Fernando Haddad… Nós temos o que mostrar ao Brasil. Deixamos ao país um legado”, afirmou em referência aos milhões de postos de trabalho gerados durante os governos do PT e aos programas sociais que tiraram o país do mapa da fome e reduziram a pobreza extrema.

“Vamos ganhar esta eleição discutindo verdadeiramente com o povo e não com embuste como foi feito até agora com esta maquinação que levou o candidato à fraude de porão ao segundo turno sem ter, efetivamente, um apoio popular aos projetos que ele tem”, ressaltou Lula a Gleisi e Franklin. Ela disse que o PT ingressou com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para que seja aberta uma investigação sobre abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação pela campanha de Bolsonaro. “Nós consideramos que tem aí lavagem de dinheiro, recursos ilegais sendo colocados na campanha, configura caixa dois, portanto, fraude às eleições”, completou.

Franklin Martins, que foi ministro das Comunicações no governo Lula, ressaltou que “o candidato que foge dos debates se refugia no porão. Enquanto o Haddad quer o debate, para que o eleitor possa, olhando aqui, pesando, repensando, tomar sua decisão, o outro foge do debate, não quer discutir, e usa subterfúgios, com dinheiro não declarado”, disse em referência às contínuas negativas de Bolsonaro em participar de debates.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.