Debate entre Márcio França e Doria na Globo teve bate-boca de militantes, além de ameaça de expulsão

0

De Gabriel Souza no site Notícias da TV.

A temperatura ferveu no debate da Globo. Literalmente. Além das trocas de acusações entre os candidatos Márcio França (PSB) e João Doria (PSDB) e das broncas de César Tralli para as insistentes manifestações da plateia, um curto-circuito em uma cafeteira eletrônica gerou um pequeno tumulto entre os jornalistas que cobriam o evento na noite de quinta (25). Chegou a ter fumaça na sala destinada à imprensa e aos convidados.

Essa foi só uma das situações inusitadas que você não viu na TV. Fora do ar, o último encontro dos postulantes ao governo de São Paulo antes da eleição de domingo (28) foi marcado por barracos entre apoiadores de ambos os candidatos, ameaças de expulsão do estúdio e por… comida à vontade, para deleite dos presentes.

O Notícias da TV esteve nos bastidores do debate da Globo, realizado na sede da emissora no Brooklin, bairro da zona Sul de São Paulo, e conta o que rolou por trás das câmeras do evento mediado pelo jornalista César Tralli, titular do SP1.

(…)

Nem mesmo a chuva espantou os militantes de João Doria e Márcio França, que tomaram os arredores da sede da Globo antes, durante e depois do debate. Ecoavam gritos de guerra, provocavam o adversário e acendiam sinalizadores, como em finais de campeonatos de futebol. Nos debates anteriores, promovidos no segundo turno por outras três redes, a “torcida” sumia depois da chegada dos candidatos.

(…)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.