Filho de Bolsonaro compara Moro a Ustra, torturador da ditadura

0

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) comparou Sérgio Moro com o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, torturador da Ditadura Militar (1964-1985).

“Agora a esquerda mais do que nunca vai tentar demonizar Moro, exatamente como fizeram com o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra”, escreveu o parlamentar em sua conta no Twitter.

O pai do congressista, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), já exaltou o coronel, durante a votação do golpe contra Dilma Rousseff, em abril de 2016, na Câmara dos Deputados. Ao proferir seu voto, ele disse que o coronel é o “pavor de Dilma Rousseff” (veja aqui).

Ustra é apontado como responsável por ao menos 60 mortes e desaparecimentos em São Paulo durante a ditadura e foi denunciado por mais de 500 casos de tortura cometidos nas dependências do Doi-Codi entre 1970 e 1974.

Em outubro, o Tribunal de Justiça de São Paulo derrubou a sentença de primeira instância que condenou o coronel a indenizar a família do jornalista Luiz Eduardo Merlino, que morreu vítima de tortura na sede do DOI-CODI (Destacamento de Operações de Informação – Centro de Operações de Defesa Interna), órgão de repressão da ditadura militar.

De acordo com os desembargadores da 13ª Câmara Extraordinária Cível, o pedido estava prescrito, porque foi feito em 2010, mais de 20 anos depois da Constituição de 1988, que reconheceu a anistia dos crimes praticados durante o regime militar”.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.