Diego Souza bate continência, gesticula pistola e homenageia Bolsonaro

0

O atacante do São Paulo, Diego Souza, homenageou Jair Bolsonaro ao marcar um gol contra o Flamengo realizado domingo último, no Morumbi (o resultado foi empate em 2 a 2). Logo após fazer o primeiro gol do seu time, Souza correu em direção às câmeras, bateu continência, falou a palavra ‘capitão’ e fez o gesto de pistola com as mãos, marca da campanha de Bolsonaro.

A reportagem da Revista Forum explica que “curiosamente, o São Paulo jogava com uma faixa de luto em nome do jogador Daniel Corrêa, que foi cruelmente assassinado na região metropolitana de Curitiba. Ele teria sido barbaramente torturado (Bolsonaro é a favor da tortura) tendo seu pênis arrancada ainda quando estava vivo”.

Segundo a matéria, “a atitude de Souza, que é pernambucano, causou revolta nas redes sociais”.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.