FALSO MORALISMO: Magno Malta pode perder Ministério da Família por acusação de adultério

0

A vida íntima do pastor evangélico Magno Malta pode levá-lo a perder a vaga de ministro da Família, nova pasta que pode ser criada no governo Bolsonaro. Ela acomodaria Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e outros órgãos que permitiriam uma conexão forte com entidades do campo evangélico e uma atuação ligada a movimentos como o Escola Sem Partido.

O senador, que não foi reeleito pelo Espírito Santo, pode ter cometido adultério – violação da regra de fidelidade conjugal imposta aos cônjuges no momento do contrato matrimonial, o que é considerado um pecado grave de acordo com as definições bíblicas – quando se separou de Kátia Malta e assumiu romance com Lauriete Rodrigues de Jesus.
De acordo com a revista “Veja”, “assim como Magno, a deputada federal era casada com pastor e também cantor gospel Reginaldo Almeida, de quem se divorciou meses após o anúncio da separação de Magno e Kátia”.

*Com informações da Veja e Catraca Livre.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.