ALIANÇA? Temer convida Bolsonaro para viajar com ele para o exterior; Confira!

0

O presidente Michel Temer (MDB) recebeu o sucessor, Jair Bolsonaro (PSL), no Palácio do Planalto na tarde desta quarta-feira (7) e convidou o presidente eleito para viajar com ele para a reunião das 20 maiores economias do mundo, que ocorre no dia 30 de novembro em Buenos Aires.

“Convidei o presidente Bolsonaro, se ele puder, para fazer viagens comigo para o exterior. Mencionei até a hipótese do G20, que será agora no fim do mês. Não sei se o presidente poderá, mas disse a ele que, quando ele queira, nós poderemos ir juntos para o exterior”, afirmou Temer em pronunciamento.

Para a reunião do G20 na Argentina estão previstas as presenças de líderes mundiais como o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump; a chanceler alemã, Angela Merkel; a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May; e o presidente da França, Emmanuel Macron.

Bolsonaro falou antes de Temer e agradeceu a “cortesia” com que foi recebido e disse a Temer que voltará mais vezes até o final do ano. “O procurarei mais vezes até o final do ano, para que juntos possamos fazer uma transição – projetos do interesse do nosso Brasil.”

Viagens internacionais, no entanto, podem ser dificultadas pelo fato de Bolsonaro estar com uma bolsa de colostomia devido à facada que levou no abdômen há dois meses.

Por conta do ataque, ele passou por duas cirurgias e fará a terceira no dia 12 de dezembro. O próprio Temer destacou que não sabe se seu sucessor poderá viajar, mas não mencionou o problema de saúde.

Nesta quinta, Bolsonaro explicou que quer finalizar a montagem do ministério antes da cirurgia justamente porque vai ficar “uma semana baixado no hospital”. “E daí já começa Natal e Ano Novo. Nós não podemos esperar para decidir aos 45 [minutos] do segundo tempo. E o indicado tem que fazer também uma adaptação […] e tem que chegar em condições de a partir de 2 de janeiro”, declarou.

Sem citar pautas específicas, como a reforma da Previdência, por exemplo, Temer disse que o governo está disposto a “colaborar intensamente” com a equipe de Bolsonaro. “Até pedi a sua Excelência, o presidente eleito, que nos mandasse eventuais projetos sobre os quais haja interesse de que ainda agora sejam aprovados”, declarou o emedebista.

Ao fim dos pronunciamentos, os jornalistas que estavam no local perguntaram a Temer e Bolsonaro se eles discutiram a reforma da Previdência, mas não houve resposta.

No ano passado, o presidente Michel Temer teve uma rápida passagem pela cúpula do G20 em Hamburgo, na Alemanha, sem ter participado de nenhum encontro bilateral com outros chefes de Estado.

CLICK POLÍTICA com informações do Uol

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.