Enrolado “até a goela”, Temer deve manter aumento exorbitante ao judiciário; CONFIRA!

0

Michel Temer deve aguardar uma ação concreta sobre o que o STF pretende fazer com o auxílio-moradia para, só depois, decidir se irá sancionar o aumento do salário dos ministros, informa O Globo.

Segundo auxiliares do presidente, ele deve usar os 15 dias a que tem direito para analisar os impactos do reajuste e os planos do Judiciário para cortar gastos.

Vale ressaltar que Michel Temer vai enfrentar processos dos mais variados quando deixar a Presidência da República. Há quem diga, que o presidente não irá se indispor com os seus futuros julgadores.

Enquanto isso, Lula continua como preso político.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.