Superintendente do PR, “madrinha da Lava Jato” e atual diretor são cotados para chefiar PF sob Moro… – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2018/11/09/policia-federal-novo-diretor-geral-sergio-moro-jair-bolsonaro-mauricio-valeixo-erika-marena-rogerio-galloro.htm?cmpid=copiaecola

0

O superintendente no Paraná, a delegada que batizou a Operação Lava Jato e o atual diretor-geral estão entre os cotados para assumir o comando da PF (Polícia Federal) no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Maurício Valeixo, Erika Marena e Rogério Galloro, respectivamente, são os nomes mais lembrados entre aqueles com acesso ao juiz Sergio Moro ouvidos pelo UOL.

A reportagem procurou ainda “pré-candidatos” que saíram da disputa e observadores da própria Polícia Federal. Outros nomes ainda correm por fora, como o superintendente no Rio de Janeiro, Ricardo Saadi.

Moro ainda não definiu o time na PF e faz silêncio quando questionado sobre o tema. A reportagem procurou os cotados para o cargo, mas não conseguiu entrevista com nenhum deles até o fechamento deste texto.

Maurício Valeixo, que dirige a Polícia Federal no Paraná, tem boa relação com o futuro ministro da Justiça. Foi ele quem coordenou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em abril, quando se evitou o confronto entre militantes petistas e policiais que executaram a ordem de detenção. Valeixo ainda é do grupo do ex-diretor Leandro Daiello, um dos mais longevos no comando da Polícia Federal. O fato de pertencer à geração de policiais que ingressaram nos anos 90 e ter atuação considerada muito boa faz o delegado ser considerado um forte candidato para o cargo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.