Paulo Guedes quer aposentadoria nas mãos de bancos e instituições privadas, diz jornal

0

Reportagem de Mariana Carneiro, na edição desta segunda-feira (12) da Folha de S.Paulo, afirma que o futuro super-ministro da Economia, Paulo Guedes prevê a permissão para gestores da iniciativa privada administrem a poupança individual de aposentadoria dos trabalhadores.

Segundo o jornal, bancos, seguradoras e até fundos de pensão de estatais, como Petros (Petrobras) e Previ (Banco do Brasil), poderão se credenciar para gerenciar recursos depositados por trabalhadores. Este regime de aposentadoria vai ser possível apenas para aqueles que ainda entrarão no mercado de trabalho.

Neste modelo, todos os encargos previdenciários que incidem sobre o salário e que ajudam a bancar a aposentadoria de quem já se retirou do mercado de trabalho cairiam.

A poupança feita pelo trabalhador para sua aposentadoria individual seria compulsória e poderia ser acessada em caso de desemprego ou de uma vez só na velhice.

O tema é controverso e gera dúvidas. Até Bolsonaro se mostrou receoso da viabilidade do novo sistema. No Chile, país cujo modelo serve de inspiração, hoje se discute adotar um regime de repartição solidária, como o atual no Brasil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.