‘Esnobados’ por Bolsonaro e Paulo Guedes, membros do Mercosul rendem ao Brasil US$ 7,3 bi

0

Paulo Guedes disparou contra o Mercosul ao afirmar que o bloco não será prioridade no governo Jair Bolsonaro. Das duas uma: ou o futuro ministro sabe que as relações bilaterais com os países vizinhos estão consolidadas e, por isso, vai buscar outros mercados ou uma suposta “ideologização” fará o novo governo virar as costas para o grupo.

Fato é que os países membros do Mercosul já renderam ao Brasil neste ano US$ 7,29 bilhões de dólares. O saldo com a Argentina é de US$ 4,16 billhões; Uruguai US$ 1,64 bilhão; e Paraguai US$ 1,49 bilhão.

Não é de se desprezar. Em 2017, o país teve um saldo superavitário de US$ 10,71 bilhões com os três vizinhos.

O Chile, que promete ser um importante parceiro comercial do Brasil sob a presidência de Bolsonaro, já rendeu aos cofres públicos entre janeiro e outubro, entre importações e exportações, US$ 2,35 bilhões.

Nada mal. No ano passado, a balança ficou superavitária em US$ 1,58 bilhão.

CLICK POLÍTICA com informações de Coluna Radar

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.