PREVIDÊNCIA: “Mercado” não gostou da fraquejada de Bolsonaro e dólar dispara; Saiba!

0

Uol:

O dólar comercial fechou esta terça-feira (13) em alta de 1,99%, cotado a R$ 3,831 na venda, no segundo avanço seguido. Essa é a maior alta percentual diária desde 21 de agosto (+2,01%) e o maior valor de fechamento da moeda desde 5 de outubro (R$ 3,857).

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em queda de 0,71%, a 84.914,11 pontos, na segunda baixa consecutiva. Na véspera, o dólar subiu 0,55%, e a Bolsa caiu 0,14%.

(…) Os investidores seguem atentos ao noticiário político brasileiro, após indicações do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), sobre inviabilidade de votação da reforma da Previdência neste ano. Na véspera, Bolsonaro reconheceu que dificilmente a reforma da Previdência será aprovada em 2018 (…) Os investidores acompanham ainda indicações de nomes para a formação do futuro governo, com especial atenção sobre o comando do Banco Central. (…)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.