Bolsonaro cria problemas desnecessários na diplomacia e Brasil pagará, dizem ex-ministros

0

O UOL informa que a equipe de Bolsonaro (PSL) dá “maus sinais” no que diz respeito à política externa, segundo dois diplomatas e ex-ministros ouvidos pela reportagem: Celso Amorim, que ocupou por duas vezes o Ministério das Relações Exteriores, e Rubens Ricupero, ex-ministro da Fazenda e ex-ministro do Meio Ambiente.

Nos últimos dez dias, diz a publicação, ao menos três incidentes causaram desentendimento entre o Brasil e outros países.

“O que seria necessário é que essa política se orientasse justamente pela objetividade, pela busca pragmática de novos mercados, novos investimentos, mas com isso nós vamos fechar mercados, em vez de abri-los”, afirma Ricupero.

“Política externa é uma coisa que você pode fazer com uma certa afirmação, mas tendo compreensão de que está no mundo e de que não pode impor a sua opinião, em nenhum assunto. Você deve levar em conta também os consensos internacionais que se formam”, diz Amorim.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.