General desiste de cargo e abre crise no governo Bolsonaro

0

O general Oswaldo Ferreira desistiu de de ocupar um cargo no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e abriu a primeira crise no governo do capitão reformado.

A decisão do general Ferreira é reflexo de um racha na equipe de transição pela disputa de cargos no governo. O general, no entanto, afirmou à Folha de S. Paulo ter motivos pessoais para não ficar.

Ferreira se tornou um dos mais próximos aliados de Bolsonaro e trabalha desde 2017, a pedido do presidente eleito, na coordenação de infraestrutura. Naquele momento, Bolsonaro procurava apoio entre os militares para fazer decolar sua campanha à Presidência.

O general Ferreira, que participa da transição desde o primeiro dia, embora sem cargo formal, apresentou um plano a Bolsonaro para o que seria o superministério da Infraestrutura. O presidente eleito deu aval ao plano mas não nomeou o general para o cargo que, no desenho proposto, estaria vinculado à Presidência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.