CLIMA DE TENSÃO NO GOVERNO BOLSONARO: Moro quer investigar parlamentares suspostamente envolvidos em crime de corrupção; SAIBA!

0

O juiz exonerado Sergio Moro quer dar à Polícia Federal mais poder para investigar crimes cometidos por ministros e políticos em exercício do mandato. O setor é tido como essencial para o combate à corrupção, prioridade do futuro ministro da justiça, mas sua implantação causa ruídos entre parlamentares. Clima de tensão entre Moro e Congresso já começou, com a pressão do PP para Rodrigo Maia antecipar a pauta da mudança da Lei de Execuções Penais.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “a decisão da equipe de Moro é uma reação à crise a que passa o grupo, conhecido pela sigla SINQ (Serviços de Inquéritos Especiais) desde a gestão do delegado Fernando Segovia. Antes com 13 equipes montadas para as investigações, cada uma com um delegado, escrivães e agentes, esse time hoje conta com apenas cinco equipes fixas.”

E acrescenta: “escolhido como novo diretor-geral da PF, o delegado Maurício Valeixo tem conhecimento dos problemas e avisou que vai privilegiar o assunto assim que tomar posse. Na origem da crise do SINQ, núcleo responsável por investigar autoridades com prerrogativa de foro, está a passagem de Segovia pela direção-geral do órgão, entre novembro de 2017 e fevereiro de 2018. Um dos eixos de tensão se deu em torno do inquérito sobre Michel Temer no suposto esquema no porto de Santos.”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.