PRESO DA LAVA JATO: Ex-executivo da OAS paga fiança de quase R$ 30 milhões para ser solto

0

De acordo com a Folha, defesa de Cesar Mata Pires Filho, herdeiro da OAS, apresentou à Justiça Federal o comprovante do depósito de R$ 28,9 milhões relativo à fiança estipulada como condição para a libertação do empreiteiro, preso desde a madrugada do dia 26 de novembro.

O valor foi determinado pela juíza federal Gabriela Hardt, substituta de Sergio Moro na Lava Jato, que considerou que o montante equivale às vantagens indevidas distribuídas pela empreiteira durante a construção da Torre Pituba, sede da Petrobras na Bahia.

A publicação informa que Cesar Mata Pires Filho é acusado de participar de um esquema de fraude, superfaturamento e desvio de verbas do empreendimento, que foi feito com dinheiro da Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, e realizado pelas empreiteiras OAS e Odebrecht.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.