A FARSA DA REFORMA TRABALHISTA: Informalidade cresce e atinge 37,3 milhões de trabalhadores em 2017

0

A informalidade cresceu no Brasil. Em 2017, o país tinha 37,3 milhões de pessoas trabalhando sem carteira assinada, o que significa 1,7 milhão a mais do que em 2016, quando 35,6 milhões trabalhadores estavam nesta situação.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (5) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) e têm como base informações da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua.

O total de trabalhadores informais em 2017 representa 40,8% de toda a população ocupada (que exerce alguma atividade remunerada) no país, de acordo com o IBGE.

Os dados apontam que a informalidade vinha caindo aos poucos desde 2012, quando começou a ser feita a pesquisa, mas aumentou no ano passado.

Veja abaixo o total de trabalhadores sem carteira a cada ano:

2012: 37,2 milhões
2013: 36,8 milhões
2014: 36,1 milhões
2015: 36,1 milhões
2016: 35,6 milhões
2017: 37,3 milhões

O IBGE não detalhou as causas do aumento na informalidade, apenas relacionou os números à crise econômica que o país atravessou nos últimos três anos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.