ACUSADO DE CORRUPÇÃO: Escolhido relator do caso Onyx no Supremo Tribunal Federal

0

Sorteio realizado no STF deu a Marco Aurélio Mello a relatoria da apuração preliminar sobre os supostos repasses da J&F a Onyx Lorenzoni por meio de caixa dois, informa o G1.

Edson Fachin –que atendeu ao pedido da PGR para fatiar a delação da J&F e abrir procedimentos para investigar Onyx e outros nove parlamentares– considerou que o caso não tinha relação com a Lava Jato.

Assim, o ministro pediu que a presidência do Supremo sorteasse um dos seus colegas para relatar o caso.

Em 2017, o futuro chefe da Casa Civil de Jair Bolsonaro admitiu ter recebido R$ 100 mil, não declarados à Justiça Eleitoral, para sua campanha em 2014.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.