Sem foro, Temer vai enfrentar três denúncias em primeira instância

A partir do dia 1º de janeiro, o presidente Michel Temer irá enfrentar na primeira instância da Justiça três denúncias já oferecidas pela PGR (Procuradoria-Geral da República). Como ele perderá o foro especial, os relatores no STF (Supremo Tribunal Federal) vão enviar os inquéritos para a vara federal competente. É comum que os relatores despachem somente em fevereiro, quando voltarem do recesso.

As duas primeiras denúncias foram apresentadas pelo ex-procurador Rodrigo Janot, após a delação da JBS. A terceira foi apresentada neste mês pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que acusa Temer de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, conforme o que foi apurado no inquérito dos portos.

- Publicidade -

Além desses casos, há mais um inquérito que poderá ir para a primeira instância sobre o jantar do Jaburu. A PGR apontou que o emedebista praticou corrupção junto com dois ministros, Moreira Franco (Minas e Energia) e Eliseu Padilha (Casa Civil), ao pedir e receber dinheiro ilícito da Odebrecht em 2014.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.