Sem foro, Temer vai enfrentar três denúncias em primeira instância

A partir do dia 1º de janeiro, o presidente Michel Temer irá enfrentar na primeira instância da Justiça três denúncias já oferecidas pela PGR (Procuradoria-Geral da República). Como ele perderá o foro especial, os relatores no STF (Supremo Tribunal Federal) vão enviar os inquéritos para a vara federal competente. É comum que os relatores despachem somente em fevereiro, quando voltarem do recesso.

As duas primeiras denúncias foram apresentadas pelo ex-procurador Rodrigo Janot, após a delação da JBS. A terceira foi apresentada neste mês pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que acusa Temer de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, conforme o que foi apurado no inquérito dos portos.

- Publicidade -

Além desses casos, há mais um inquérito que poderá ir para a primeira instância sobre o jantar do Jaburu. A PGR apontou que o emedebista praticou corrupção junto com dois ministros, Moreira Franco (Minas e Energia) e Eliseu Padilha (Casa Civil), ao pedir e receber dinheiro ilícito da Odebrecht em 2014.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui