COMEÇOU A GUERRA: Globo acusa Bolsonaro de mentir sobre Queiroz; CONFIRA!

0

O Globo informa que Jair Bolsonaro concedeu na noite desta quinta-feira a primeira entrevista após assumir o cargo de Presidente da República . No “SBT”, o presidente foi questionado sobre o caso de Fabrício Queiroz, ex-assessor de seu filho, o deputado Flávio Bolsonaro, que teve movimentações finaceiras consideradas suspeitas em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Na entrevista, Bolsonaro diz que o sigilo bancário de Queiroz foi quebrado sem autorização judicial, mas a afirmação é #FAKE. “Falando aqui claro. Quebraram o sigilo bancário dele sem autorização judicial, cometeram um erro gravíssimo”.

De acordo com a publicação, não houve quebra de sigilo bancário sem autorização judicial do ex-assessor Fabrício Queiroz. O banco no qual Queiroz tinha uma conta comunicou transações suspeitas realizadas entre os anos de 2016 e 2017 ao Coaf, de acordo com o Relatório de Inteligência Financeira do órgão. O ex-assessor trabalhou no gabinete do então deputado estadual Flavio Bolsonaro, filho do presidente e senador eleito.

O relatório sigiloso foi enviado ao Ministério Público do Rio de Janeiro e anexado ao inquérito da Operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava-Jato no Rio. O documento do Coaf também aponta movimentações financeiras suspeitas de outros 21 funcionários da Alerj. Na Lei 9.613 de 1998, que dispõe sobre os crimes de lavagem de dinheiro e ocultação de bens e que criou o Coaf, há uma lista de instituições que são obrigadas legalmente a enviar informações sobre operações financeiras e transações de altos valores ou feitas em dinheiro vivo. Na lista estão bancos, joalherias, seguradoras, imobiliárias, administradoras financeiras, entre outras, completa o Jornal O Globo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.