Doria tenta justificar denúncias contra Gilberto Kassab; CONFIRA!

0

João Doria explicou, em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, a sua decisão de Gilberto Kassab tomar posse do cargo na secretaria da Casa Civil de São Paulo e se licenciar em seguida. Em dezembro, o ex-ministro foi alvo da Polícia Federal na investigação do grupo J&F. Kassab afirmou que pediu licença para organizar a sua defesa e negou as acusações de receber recursos da empresa, na casa de R$ 58 milhões.

De acordo com o governador eleito de São Paulo, a ação foi tomada de “maneira correta e justa”. “Não vamos fazer uma punição antes que ele tenha seu juízo, não é correto, ele está licenciado, ficará até que seu processo seja concluído e sendo inocentado, ele retoma a posição. Caso contrário, não volta, não desejo isso”, afirmou Doria.

O tucano comparou o caso com Henrique Hargreaves, ministro da Casa Civil do governo de Itamar Franco: “Nós seguimos o modelo daquilo que acompanhei com ex-presidente Itamar Franco, quando houve denúncia Hargreaves, pediu licença, se licenciou, levaram-se meses, não foi um período curto e, quando inocentado, retomou a posição. Foi o mesmo procedimento”.

Doria procurou não responder, quando questionado por Vera Magalhães, qual o benefício para São Paulo deste movimento de Kassab. Ele negou que tenha sido uma decisão puramente política e disse: “Não acho justo que um governador de estado cumpra papel de juiz ou tribunal”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.