MORO POR TRÁS? Léo Pinheiro pede benefício ‘em grau máximo’ após incriminar Lula

0

O ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, pediu à Justiça lhe conceda benefícios máximos por ter incriminado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na ação penal sobre o sítio de Atibaia.

Por meio de sua defesa, Pinheiro disse nas alegações finais que sua colaboração “foi revestida de espontaneidade”. Os advogados pontuam que a força-tarefa do Ministério Público Federal na Operação Lava Jato pediu diminuição da pena no caso de ele ser condenado. No documento de 24 páginas, a defesa diz que os serviços de reforma “foram executados seguindo as determinações do ex-presidente”.

A defesa de Lula, que nega as acusações, também precisa apresentar sua manifestação nesta segunda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.