Por decreto, chanceler abre espaço para montar sua panelinha no Itamaraty

0

O Diário Oficial da União desta quinta-feira, 10, traz um decreto que permite que pessoas de fora da carreira diplomática integrem o gabinete do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

É mais uma medida de retrocesso quebra a hierarquia de uma das carreiras mais profissionais do serviço público. De acordo com o texto, que entra em vigor a partir de 30 de janeiro, “os integrantes do Gabinete do Ministro de Estado, salvo os Assessores Especiais do Ministro de Estado, serão escolhidos entre os servidores do Ministério”. O decreto anterior afirmava que “os integrantes do Gabinete do Ministro de Estado serão escolhidos entre os servidores do Ministério”.

O discípulo do ex-atrólogo Olavo de Carvalho, que recentemente questionou se a Terra realmente girava em torno do Sol, também ampliou a possibilidade de diplomatas em estágios mais baixos da carreira ocuparem cargos no Itamaraty. Até então, por exemplo, os subsecretários-gerais, coordenadores de áreas temáticas do ministério, poderiam ser ocupados por embaixadores e ministros. Agora, a função poderá ser desempenhada por conselheiros, nível abaixo das anteriores.

O texto publicado também prevê a criação de novas secretarias, com enfoque em negociações bilaterais e maior flexibilização de ocupação de cargos por diplomatas menos graduados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.