Novo chefe do Exército defende militares fora da reforma Previdência

0

O general Edson Leal Pujol, que tomou posse nesta sexta-feira, 11, como comandante do Exército, foi mais um militar do governo de Jair Bolsonaro a defender que a reforma da Previdência não atinja os militares.

“A nossa intenção, se me perguntarem claro, nós não devemos modificar o nosso sistema, minha opinião como comandante do Exército. Mas nós militares somos disciplinados e obedecemos as leis e a Constituição. Se houver uma decisão do Estado e da sociedade brasileira sobre mudanças nós iremos cumprir”, afirmou o novo comandante após a cerimônia em que assumiu o cargo.

O comandante reforçou que, pela Constituição, as forças armadas não faziam parte do sistema de previdência social mas declarou que os militares estavam “dispostos a colaborar com a sociedade”.

Antes do comandante do Exército, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, e o próprio vice-presidente Hamilton Mourão também já se manifestaram contra a reforma da Previdência para os militares.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.